Dica de ferramenta

Olá humano!

Continuando com mais um post simples, e rápido, pois ainda ando muito ocupado com trabalhos, vou hoje falar sobre uma ferramenta que me ajuda muito na bancada, os ‘clips’ ou como são chamados no exterior, os mini grabbers.

Mini Grabbers
Figura 01: Mini Grabbers

Eu comprei estas pequenas pontas de prova quando acidentalmente as encontrei no Ebay, a primeira compra, comprei de um vendedor que oferecia 5 peças (antigas, ainda com o logo da HP, antiga Agilent, ou agora Keysight) por aproximadamente US$ 20,00 com o frete (vinte Obamas, mais impostos daqui). Um pouco salgado, mas ok. Acontece que guardei-as e fiquei muito tempo sem utilizá-las. Até que um dia, precisei de algo parecido, e resolvi usá-las. Acabei gostando tanto, que hoje ficam em um lugar de fácil acesso na bancada, pois utilizo com frequência.

Detalhes do mini grabber
Figura 02: Detalhes do mini grabber

São muito uteis, quando queremos verificar a tensão, referencia, ou sinais digitais (até na programação ou leitura de microcontroladores e memorias) em uma placa de circuito montada. Elas são bastante pequenas, a ponto de conseguirmos utilizá-las em invólucros SOIC, e componentes SMD, mas com um tamanho suficiente para que não precisemos sofrer para colocá-los no circuito, como podemos verificar na figura abaixo:

Detalhe da ergonomia
Figura 03: Detalhe da ergonomia

Não sei como são chamados aqui em terras tupiniquins, mas você pode encontrá-los no ebay como MINI GRABBERS, ou como SMD MINI GRABBERS, ou coisa do tipo. Em quantidades que variam de uma unidade, pacotes com cinco ou até pacotes maiores, com 20 ou 30 peças. Os valores variam muito também, de 1 a 10 dólares (ou Obamas) são os valores mais comuns.

O uso é super simples, cada lado do pequeno gancho da ponta (figura 04), é conectado a um pequeno pino próximo da base do clip, bastando conectá-los ao equipamento ou ponta de prova que desejamos utilizar.

Detalhe da ponta
Figura 04: Detalhe da ponta

Bom, é isso, e fica a dica para quem costuma trabalhar com os pequenos e delicados componentes eletrônicos com frequência, principalmente os SMDs. Abaixo coloco duas fotos, para demonstrar esta ferramenta em uso:

Exemplo
Figura 05: Exemplo
Exemplo de uso do Mini Grabber
Figura 06: Exemplo de uso do Mini Grabber

Eu acho que estes pequenos ajudantes, tanto facilitam o trabalho, quanto aceleram o tempo gasto para fazer debbuging ou encontrar defeitos em placas. Também diminuem as chances de acontecerem erros, devido a curto circuito ou mal contato de pontas de provas.

Até a próxima!

Deixe uma resposta